O home office, ou trabalho remoto, já vinha em crescimento global, e no Brasil não era diferente. As restrições de circulação e isolamento social, função da pandemia do novo coronavírus (COVID-19), apenas alavancou esse modo de trabalho, pois essa é a alternativa que diversas empresas têm para poder executar suas atividades.

O modo de trabalho remoto é uma oportunidade para os colaboradores se mostrarem mais produtivos com a autonomia e conforto de sua casa e redução de custos para a empresa. Esse modo de trabalho, o home office, vem se provando cada vez que a independência do escritório é algo possível e realista.

Diversas empresas irão alterar sua forma de trabalho após o fim do isolamento social, muitas irão aderir o home office completo, outras podem aderir isso de forma parcial. Temos que estar conscientes de que cada caso deve ser avaliado e analisado com cuidado. Não é porque uma empresa consegue trabalhar dessa forma que todos podem. Por mais que o home office possa trazer diversos benefícios, pode haver malefícios.

Cada empresa deve analisar seu home office, vendo a possibilidade de manutenção desse modo de trabalho. Caso seja algo viável, planejar a estruturação do modo de trabalho remoto para a execução.

 

  • 5 informações sobre o home office

O home office parece ser um sonho para muitos, achando que o trabalho será mais fácil e que não tem como dar errado. Porém há alguns desafios e verdades sobre o trabalho remoto que devem ser ditas.

 

  1. Não é para todos

Existem funções em que o home office não é possível de ser executado. Há diferentes cargos onde o presencial é importante e não poder ser evitado e há outros casos onde a organização deve ter estrutura para o modo de trabalho remoto.

Além disso tudo, em casa, o colaborador deve ter um ambiente favorável e a família estar ciente e auxiliando a situação.

 

  1. Home office não significa “trabalhar pouco e ganhar muito”

Muitos já devem ter recebidos tentadoras ofertas de “aumente sua renda sem sair de casa” com valores atraentes. Saiba que a grande maioria, quase todas mesmo, são enganosas.

A realidade é que o trabalho remoto costuma ser mais intenso que o trabalho presencial. Se você for autônomo, ou freelancer, acaba ganhando por entrega e acaba se dedicando mais ao trabalho, e se você é um colaborador de uma organização acaba tendo um trabalho muito mais contínuo graças as faltas de interrupções de um escritório e a importância de metas.

A pressão acaba gerando uma sobrecarga e estresse em alguns e acabam por ter dificuldade de se terminas seu expediente.

 

  1. Nem sempre o home office é 100% remoto

Por mais que você esteja trabalhando em função de home office, provavelmente você deverá que estar presencialmente em sua organização em algum momento principalmente para algum tipo de reunião. Em alguns casos isso ocorre quinzenalmente ou mensalmente.

Isso acaba sendo importante para a empresa alinhar estratégias e manter o vínculo das pessoas. Por mais que isso possa ser feito por meio de videoconferências, o fator humano continua insubstituível nas relações profissionais.

 

  1. Pijama e pantufa não se adequam ao trabalho remoto

Em um primeiro momento, trabalhar de pijama e pantufa, parece algo incrível, mas pode parecer estranho, mas as roupas têm grande influência em nosso comportamento.

O desleixo ao trabalho pode nos deixar negligentes comprometendo nossa produtividade e seriedade quanto ao nosso trabalho.

Outra coisa é que nossos gestores e líderes podem pedir uma videoconferência sem um prévio aviso e você estar de pijama provavelmente não será bem visto.

 

  1. O home office não é trabalhar apenas em casa

Em alguns casos o trabalho remoto não é apenas trabalhar sem sair de casa. O home office é mais um, realmente, trabalho remoto do que trabalho em casa. Há situações que o trabalho remoto deve ser feito em viagens, cafés, aeroportos, hotéis e há casos de escritórios compartilhados.

 

  • 6 Dicas para melhorar seu home office

O trabalho remoto em casa deve ser mais produtivo que o trabalho presencial. Para que você tenha alta produtividade mesmo trabalhando em casa, é importante você ter sua rotina e regras para isso. Veja algumas dicas para melhorar sua produtividade em casa.

 

  1. Evitar interferências

O principal desafio do home office é evitar as interrupções no trabalho, nossas casas são lugares cheio de interferências que podem causar interrupções.

É importante ter a contribuição de seus familiares. Deixe todos claros que durante o seu expediente de trabalho você não pode ter interrupções.

Outra interrupção que pode ser perigosa são as notificações das redes sociais. As redes sociais podem nos distrair muito e acabamos por diminuir nossa produtividade em função disso. Então fiquem atentos.

 

  1. Escolha um local silencioso

Preferencialmente você deve montar seu escritório em casa em um local silencioso e isolado dos demais. Mantenha o local limpo, organizado e tranquilo para que seja mais confortável que o local que você trabalha em sua empresa.

 

  1. Cumpra seu expediente

Estabeleça um horário de início e fim de expediente do seu home office independente do período que você escolha, sempre cumprindo sua carga horária.

Sem um horário fixo, você pode perder controle entre sua vida pessoal e profissional, pode comprometer sua produtividade e ser negligente.

 

  1. Tenha as ferramentas necessárias

Você deve estar de posse de ferramentas para execução desse modo de trabalho como móveis confortáveis e um computador que atenda suas necessidades. Câmeras e microfones de qualidade podem ajudar também.

 

  1. Internet e backup

Contrate um serviço de internet rápido e principalmente estável. O dinheiro que estará sendo economizado do transporte e alimentação pode ser investido na sua internet. A estabilidade da internet é uma grande aliada desse modo de trabalho e fundamental para comunicação e troca de arquivos com a empresa.

O backup e utilização da nuvem é obrigatório para que seja preservado seu trabalho.

 

  1. Se mexa

Em nosso local de trabalho presencial, estamos sempre se mexendo, seja para o almoço, pausa para o café ou interagir com os colegas de trabalho. É fato que em casa acabamos diminuindo as interrupções e trabalhando mais intensamente, durante o home office, mas isso não quer dizer que você deve ficar 8 horas direto sentado.

Faça pausas para se alongar, cuidar de sua postura e evite longos períodos sem se mexer. Uma possibilidade é incluir pequenas atividades físicas em sua rotina.

 

  • 6 itens para ajudar no home office

 

  1. Suporte para notebook (caso use um notebook)

Com um suporte de notebook você pode alterar a altura e posição de seu equipamento para que fique na altura correta de acordo com sua postura.

Esses suportes geralmente vêm com cooler o que ajuda a manter a máquina sempre resfriada.

 

  1. Teclado e mouse

Um teclado e mouse externo pode ser mais ergonômico e confortável do que utilizar o teclado e mousepad de um notebook por exemplo. Além disso podem diminuir o desgaste de seu notebook e evitar os chatos esbarrões no mousepad.

 

  1. Segundo monitor

Um estudo feito pela Samsung revelou que o uso de uma segunda tela pode aumentar a produtividade de um colaborador em até 28%.

Obviamente um segundo monitor irá aumentar seu campo de visão sobre as informações e lhe dar maior agilidade em suas tarefas.

 

  1. Fone de ouvido

Para quem trabalha com funções de audiovisual é uma peça imprescindível, mas também há as pessoas que trabalham melhor ouvindo música e podem se beneficiar disso.

 

  1. Cadeira

A cadeira é um item muito importante para sua produtividade. Ela é quem mantem você confortável para manter a atenção e energia para a execução de suas atividades.

Pense na cadeira como um investimento a longo prazo para sua saúde e qualidade de vida.

 

  1. Bloco de notas

O bloco de notas pode ser físico ou de alguma ferramenta digital. De qualquer forma ele pode te ajudar a estar sempre atualizado sobre suas tarefas, pendencias e ideias, diariamente.

 

  • As vantagens do home office

O trabalho remoto pode trazer benefícios para o profissional e também para a empresa.

 

– Para o profissional

O home office traz uma certas “liberdade” e “autonomia” ao profissional. Ele poderá criar seu próprio horário, exercendo sua função no momento em que se sente mais produtivo, traçar suas metas, sempre de acordo com os objetivos da empresa, e ser seu próprio “chefe”. Esse momento de independência é quando o profissional deve mostrar o seu melhor em cada oportunidade e em cada projeto.

Com o trabalho remoto o profissional tem uma redução de custos expressiva, com o transporte e alimentação.

Na sua vida pessoal é uma ótima forma de estar mais próximo aos seus familiares e reduzir o estresse.

Tendo organização e disciplina, o home office é uma ótima oportunidade de aumentar seu rendimento, reduzir seu estresse e se destacar profissionalmente.

 

– Para a empresa

O home office pode reduzir os custos com o transporte de seus funcionários, benefícios e alimentação, além de custos operacionais.

Além disso o a empresa aumenta o engajamento de seus profissionais e diminui a rotatividade de profissionais, assim retendo talentos.

A flexibilidade dada aos profissionais além de reter talentos e aumentar seu engajamento, aumenta sua produtividade que só melhora os serviços de uma organização.

A opção de home office mantém funcionários motivados, comprometidos e envolvidos com a empresa.