Todo mundo já se sentiu improdutivo ou desconfortável ao longo de um dia de trabalho. Algumas vezes o desconforto sentido pode ser por problemas pessoais e em outros momentos podem ser sinais de incômodo do corpo, para esses momentos um pouco de alongamento e alguns minutos afastado do seu posto de trabalho pode renovar energias. Com isso várias empresas vêm investindo na ginástica laboral.

Trabalhar direto sem interrupções pode gerar algumas consequências a condição física dos colaboradores e assim prejudicando a empresa. Para manter um ambiente de trabalho agradável a todos e garantir um número reduzido de afastamentos por problemas de saúde, as empresas têm a possibilidade de garantir momentos para relaxamento e pequenas atividades físicas aos seus funcionários, usufruindo da ginástica laboral.

Os principais objetivos da ginástica laboral é a melhora da saúde e evitar lesões de seus funcionários por causa de esforço repetitivo e outras doenças ocupacionais frequentes. A realização de alguns exercícios, até de baixa intensidade, pode aliviar o estresse e diminuir as tensões do dia-a-dia. Alguns desses exercícios podem melhorar a postura, prevenir problemas circulatórios e até relaxar a musculatura do corpo. A simples participação nos exercícios propostos pela ginástica laboral pode diminuir drasticamente as chances de desenvolvimento de doenças comuns em ambientes de trabalho que são a LER (Lesão por Esforço Repetitivo) e a DORT (Distúrbio Osteomuscular Relacionado ao Trabalho).

 

Mas o que é ginastica laboral?

Ginástica laboral é uma série de exercícios dentro da própria empresa e feito durante o horário de trabalho. Para evitar que atrapalhe a sequência de atividades dos funcionários e para que não fiquem suados e cansados, os exercícios são de baixa intensidade, geralmente alongamentos, e de curta duração, na maioria das vezes durando entre 5 a 15 minutos.

Existem dois tipos de ginastica laboral:

A preparatória – É feita antes do início do trabalho ou nas horas iniciais dele, geralmente composta por uma série de aquecimento e alongamentos, aumentando a circulação sanguínea e a lubrificação de articulações e tendões.

A compensatória – É feita no meio do horário de trabalho, como se fosse uma espécie de pausa, composta por uma série de exercícios de descontração e relaxamento muscular, podendo diminuir a fadiga e prevenir doenças ocupacionais crônicas.

9 Benefícios dessas atividades.

Muita gente não faz exercícios usando a falta de tempo como justificativa e assim levando uma vida de sedentarismo. Na maioria das vezes isso acontece com quem trabalha em escritórios, na frente do computador ou com quem executa movimentos repetitivos o dia inteiro.

A prática desses exercícios físicos é altamente recomendada a essas pessoas e alguns dos benefícios da ginástica laboral são:

1. Prevenção de Doenças Laborais

Muitas profissões podem acarretar doenças osteomusculares, seja por falta de postura ou o movimento repetido durante horas, com o passar dos anos, o acúmulo de lesões provoca distúrbios chamados de Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (DORT). Dar ao trabalhador uma pausa com uma série de exercícios de flexibilidade ajudará a prevenir essas lesões. 

2. Redução do sedentarismo

A ginástica laboral incentiva o trabalhador a se movimentar, para que não passe muitas horas em uma mesma posição. Funcionários de escritório na grande maioria passa a maior parte do tempo sentados trazendo danos à saúde aumentando o risco de diabetes ou infartos. Alongamentos, mesmo que de curta duração, são suficientes para redução desses riscos.

3. Melhora o Condicionamento Físico

Os exercícios sendo planejados para cada trabalhador, de acordo com sua função, agindo na musculatura, tendões e articulações que têm maior probabilidade de lesões. Assim, a atividade age com o aumento da amplitude de movimento das articulações, a força muscular, tornando os colaboradores mais flexíveis e mais resistentes aos movimentos e posturas da função.

4. Redução a fadiga

Pausas para as atividades da ginástica laboral ajudam a combater a fadiga corporal, trazendo relaxamento da musculatura, a fadiga visual, por causa do uso contínuo do computador, e da fadiga mental, dando um pequeno descanso às horas seguidas de trabalho intenso.

5. Combate tensões emocionais

Utilizando jogos cooperativos e dinâmicas para criar ambiente confortável a todos, durante a ginástica laboral, pode facilitar o relacionamento dos funcionários, reduzindo estresse e melhorando a integração social. O trabalho em equipe feito pode promover um ambiente agradável e favorável a produtividade.

6. Melhorar a autoestima

As atividades podem ajudar os colaboradores a ter maior consciência corporal, com a compreensão do próprio corpo e na ciência de seus limites e capacidades físicas. Além do mais, estimula diálogos relacionados a saúde, como alimentação e a importância dos exercícios físicos.

7. Aumento da produtividade

Um funcionário descansado tanto fisicamente quanto emocionalmente poderá realizar melhor sua função. Com as pausas feitas pela ginástica laboral, aumentam a disposição e a eficiência do trabalhador, aumentando sua produtividade e beneficiando a empresa.

8. Diminuição dos afastamentos

Com o bem-estar dos colaboradores pode prevenir acidentes de trabalho e afastamentos por doenças ocupacionais, logo, se o trabalhador não está doente ou com alguma lesão, ele conseguirá trabalhar mais e melhor, aumentando sua eficiência e beneficiando o empregado e o empregador.

9. Melhoria na interação entre os colaboradores

Sendo a atividade recomendada a ser realizada em grupo, haverá interação entre os funcionários aumentando as relações interpessoais e criando um sentimento de equipe entre os funcionários, o que só pode beneficiar e aumentar a produtividade da empresa

Os benefícios não são apenas para os colaboradores. Com essas ações, os funcionários estando saudáveis acabam por produzir mais e faltam menos ao trabalho por motivos de saúde. Com, também, a prevenção da fadiga muscular e lesões ocupacionais pode ser reduzido o número de funcionários afastados do trabalho devido a recuperação de problemas como tendinite e bursite.

A baixa intensidade dos exercícios da ginástica laboral, não sobrecarrega as energias do trabalhador, não havendo contraindicação. Nesses poucos minutos em que o funcionário se ausenta de seu posto de trabalho pode aumentar o seu ânimo e a sua disposição, além disso nessas atividades os participantes têm maior relacionamento com seus colegas de trabalho, aumentando a integração social. Todos esses benefícios são positivos tanto a curto quanto a longo prazo para a empresa.