Dentro de uma organização a hierarquia define a estrutura da empresa no que diz respeito aos cargos, funções e processos de produção. A hierarquia nada mais é do que uma distribuição de poder que é construída a partir de uma subordinação sucessiva.

Uma hierarquia bem estruturada é importante para uma empresa se manter no caminho certo dentro do seu negócio. A hierarquia em uma empresa sempre é dividida em três níveis organizacionais, mesmo que isso as vezes aconteça inconscientemente, são eles o nível estratégico, o nível tático e o nível operacional.

 

  • A estrutura hierárquica

Imagine a estrutura da hierarquia como uma pirâmide, dividindo essa pirâmide em três partes, temos o nível operacional na base, o nível tático no meio e o nível estratégico no topo.

 

– Nível Estratégico

Fica no topo desta pirâmide e é o ponto mais alto desta hierarquia. Nesse nível se concentra uma menor quantidade de pessoas, presidentes, diretores e gestores, que discutem e decidem sobre temas como objetivos estratégicos, planejamento de crescimento da organização e tudo que pode direcionar a organização. Neste nível é que são tomadas as decisões da empresa.

  • Desenvolver a missão, visão e valores da empresa.
  • Traçar objetivos estratégicos de curto, médio e longo prazo.
  • Desenvolver o planejamento estratégico da organização.
  • Criar condições necessárias para o desenvolvimento de competências.
  • Prover recursos necessários para o desenvolvimento das tarefas dos demais níveis.

 

– Nível Tático

Fica no ponto médio desta pirâmide, composto por gerentes, coordenadores, encarregados e etc. Esse nível tem como objetivo principal passar as estratégias desenvolvidas no plano estratégico, gerenciando e coordenando o plano operacional na busca pelas metas e objetivos traçados.

  • Desdobrar a estratégia em suas áreas.
  • Buscar metas específicas com eficiência.

 

– Nível Operacional

Fica na base desta pirâmide, composta por auxiliares, assistentes, estagiários e etc. Nele se concentra a maior quantidade de colaboradores dentro da organização e o seu foco é trabalhar em grupo e entregando tarefas específicas.

  • Executar os trabalhos de produção.

 

  • Organograma Empresarial

O organograma empresarial é uma ferramenta usada para representar a estrutura organizacional de uma empresa. Sua função é justamente apresentar de forma objetiva a hierarquia empresarial de uma empresa.

Existem vários tipos de organograma usados para isso. Mostraremos 4 tipos.

 

– Organograma Clássico

Organograma clássico consegue representar claramente a hierarquia que existe dentro de uma empresa.

As primeiras posições estão ocupadas pelos cargos mais altos e importantes e, abaixo deles, estão os cargos com uma certa relevância, mas não tanto quanto os anteriores.

Vale lembrar que esse mesmo organograma pode também ser chamado de Funcional, e o que o diferencia do Clássico é o nome que vai dentro da caixinha. Se forem inseridas as funções de cada colaborador o organograma é chamado de Funcional e se aparecer as áreas o organograma deve ser chamado de Clássico.

 

 

– Organograma Circular

Esse modelo de organograma distribui de forma muito mais completa e dividida a hierarquia de uma empresa. As áreas com maior responsabilidade ficam ao centro e as com menor responsabilidade ficam nas extremidades.

 

– Organograma Linear

Esse organograma mostra o que cada colaborador da empresa pode/deve fazer. Ou seja, o modelo Linear mostra as atividades e todo o processo de produção de um departamento com os nomes dos responsáveis e suas obrigações.

– Organograma em Barras

Representado por barras ou retângulos, esse modelo de organograma é formado pelos cargos de uma empresa. As barras possuem um tamanho maior conforme a importância do cargo (quanto mais alto e mais importante for o cargo, maior e mais alto será o retângulo).

 

  • Cargos e funções

Algumas pessoas ficam em dúvida sobre cargos e suas funções, principalmente na área administrativa, como por exemplo, qual a diferença entre assistente e auxiliar, ou o que faz a coordenação e a supervisão dentro de uma empresa.

Aqui será descrita alguns dos cargos mais comuns no mercado de trabalho.

 

  1. Presidência/Diretoria

Responsáveis pela definição das estratégias da organização, por todas as áreas inseridas nela e pelo direcionamento da empresa, aqueles inseridos nesse cargo fazem parte do topo da pirâmide hierárquica. As decisões realizadas pela diretoria possuem grande influência na organização, tendo impacto no rumo e no alcance dos objetivos traçados para ela.

 

  1. Gerência

É o elo de ligação entre o nível estratégico e o nível tático, a gerência recebe as informações da diretoria e os repassa aos responsáveis de cada setor, para que coloquem em prática o que foi determinado e também são os responsáveis em monitorar se a sua respectiva área está em conformidade com o que foi estrategicamente solicitado pela diretoria.

 

  1. Coordenação

Coordena uma área ou um grupo de tarefas nas suas responsabilidades em uma determinada área, ao qual recebe as informações da gerência e passa aos seus subordinados, definindo as ações e potencializando a produtividade do setor.

 

  1. Supervisão

Responsável em monitorar a eficiência nas tarefas, certificando que as metas de uma determinada tarefa ou área sejam alcançadas.

 

  1. Analista

Geralmente o analista é responsável por analisar uma determinada tarefa ou grupos de tarefas. Há empresas em que o analista é responsável por uma determinada área.

 

  1. Assistente

O assistente realiza uma atividade ou um conjunto de atividades, que fazem parte das tarefas realizadas pelos profissionais acima da sua posição na hierarquia, assim dando assistência a esses profissionais. Há empresas em que o assistente é responsável por um conjunto de tarefas em uma determinada área.

 

  1. Auxiliar

O auxiliar fornece suporte para todos na área determinada pelos seus superiores, como também poderá ter um foco apenas em uma determinada atividade, geralmente ele está mais ligado em fornecer suporte ao analista e ao assistente.

 

  1. Estagiário

O estagiário geralmente é colocado em uma área diretamente ligada à sua formação acadêmica. Ajudam muito a área em questão, pois trazem novos conhecimentos que eles obtêm da formação acadêmica em que estudam.

 

  1. Aprendiz

Iniciando no mercado de trabalho, o jovem aprendiz realiza atividades de apoio para todos dentro da organização. São motivados a conhecer a área em que estão atuando, assim com esse conhecimento obtido poderá colaborar na sua escolha para o seu desenvolvimento e busca na área em que pretende atuar para a sua formação profissional.