Cerca de 200 estudantes da UPE realizaram um protesto em frente à reitoria da universidade, e fecharam a Avenida Agamenon Magalhães, na manhã desta terça-feira (10). Eles protestam por cerca de 30 minutos contra a má qualidade do ensino promovido pela entidade.Os estudantes deununciam que em alguns câmpus há falta de estrutura e de professores. 

No campus de Arcoverde os alunos do curso de odontologia estão sem aulas há mais de 60 dias, e desde que o câmpus foi inaugurado eles não possuem laboratório para aulas práticas,já os alunos do curso de direito estão tendo aulas em uma escola pública, por que ainda não tem estrutura física.

No Recife os alunos do curso de direito, que tem aulas em Camaragibe, alegam que não tem aulas de todas as disciplinas, por falta de professores.Nesse semestre apenas três cadeiras estão sendo ministradas e com o agravante das cadeiras de bioética e sociologia serem conduzidas por professores de odontologia.

Os alunos do curso de ciências sociais do câmpus Recife alegam estar sem professor e os alunos da FCAP dizem que tem aulas com professores contratados que não são concursados, e apesar deles terem se reunido 3 vezes com o Ex- Governador do estado, Eduardo Campos, nada foi resolvido.

Os estudantes seguiram em caminhada em direção a reitoria para a entrega de uma pauta com as reivindicações e a via já foi liberada.